Feliz... Adaptado... Produtivo... Um pássaro numa gaiola a antibióticos...

quarta-feira, agosto 29, 2007

Mood Killers - Parte 4: Os putos

São tempos de brandos costumes estes em que os tratados de pedopsiquiatria insistem em que a imposição de regras de educação deveria ser substítuida por uma discussão racional entre o adulto e a criança.

Condicionados pelo olhar reprovador da população, os paizinhos vêm-se assim impedidos de aplicar um correctivo de mão aberta na nalga dos seus rebentos - ou palmada no rabo, se preferirem. Longe vão os tempos da pedagogia da palmada, em que uma boa tapa nos glúteos acalmava a canalha miúda como nenhuma conversa racional é capaz.

Eis-nos então obrigados a aturar, nos restaurantes e restante locais públicos, esses racionais seres de 6 anos que, completamente alheios ao facto das suas vozes estridentes não serem propriamente uma sinfonia, se atiram para o chão a berrar e espernear até que sejam satisfeitas as suas exigências.

Exactamente em que momento é que o compreensivo pai deverá abordar a adorável criancinha de forma a terem a tal discussão racional? Antes ou depois desta ficar rouca e todos os restantes seres vivos em redor surdos ou com sérias lesões na trompa de eustáquio?

2 comentários:

Anónimo disse...

Eles acham graça à "canalha miúda"... Vão permitir tudo!

Catarina Morgado disse...

Gosto deste tema...E por isso te digo, de experiência própria, que a comportamentos irracionais deve-se responder na mesma moeda.

Isto dá qualquer coisa como: "Puto, anda cá e ouve o que tenho para te dizer. O teu paizinho e a tua mãezinha não são capazes de te mandar calar, mas eu sou capaz de te mandar um tabefe nesses cornos que te viro a cara e te ponho a sangrar do nariz se não te calas...estamos falados!? Tens alguma dúvida!? Pois, bem me parecia!" podes concluir a coisa com o sorriso e uma vénia de cabeça dirigida aos pais e já agora um "bom proveito" que fica sempre bem.

Se os pais reagirem, partes para a ignorância e afirmas aos berros "tu e a tua criança p'a p... que vos pariu!"...é chamada a terapia de choque e garanto-te que funciona.

Ajudava e muito que uma das pessoas que está a partilhar a refeição contigo se aproximasse dos pais e dissesse ao ouvido deles "se fosse a si não respondia e acatava as indicações...ele é esquizofrénico!". Pode ajudar....

Bj
C

PS- Pena as férias não durarem para sempre, mas...it's nice having you back!!