Feliz... Adaptado... Produtivo... Um pássaro numa gaiola a antibióticos...

quinta-feira, junho 01, 2006

Sociedade de consumo


Quem ainda não assistiu a um anúncio da Leopoldina e do mundo encantado dos brinquedos?

Imagino que um petiz menos abonado que, no intervalo de tentar apanhar mais uma esmola* do chão com os 3 dedos que sobram da sua mão funcional, tenha conseguido vislumbrar - através de um dos muitos ecrãs de plasma espalhados por essa rede de metro fora - esse bando de putos histéricos e mimados a cantar a última estrofe do refrão (qualquer coisa como “Brinquedos, brinquedos, eles são a nossa maior alegria!”), sinta uma certa vontade de lhes dar uma valente sova e levar-lhes os telemóvel ou uns trocos que tenham na sua carteira Nike de 300 euros...


Poupem-me as teorias da treta, vejam lá se vos custa muito dar a moedinha...?!

* Que provavelmente servirá para alimentar o vício de um pai bêbado e/ou de uma mãe drogada...

7 comentários:

DR disse...

Há um ditado chinês que diz: "da próxima vez que vires um homem com fome, não lhe dês um peixe, ensina-o a pescar"

Pedro disse...

E quantos pescadores formaste tu nos últimos anos?

DR disse...

Ensinar a pescar é, basicamente, função do estado. Não quer isto dizer que não devamos todos contribuir individualmente.
E contribuir é tudo menos dar moedas aos drogadecos pomposamente designados por "arrumadores".

Joana disse...

A pobreza não se resume aos drogadecos e arrumadores.

Existe toda uma população cujos rendimentos são claramente insuficientes, e as oportunidades de saída desse marasmo inexistentes. Isto só para falar dos que conseguem arranjar emprego.

MeiaLua disse...

O problema é que a miséria não se resolve com esmolas. É preciso muito mais boa vontade que isso. Concordo com o dr. Dar esmola é pôr paninhos quentes e sossegar um bocadinho a nossa consciencia. É mais por nós que pelos outros. A solução não passa por aí.

n3s disse...

Pois, o problema é que quando damos uma moeda, essa moeda não é para os alimentar mas sim para os vicios dos pais =/
Mas comida sim, acho que toda agente devia dar, o problema é que eles querem mesmo é o dinheiro e aí sim muita gente recusa porque sabe para o que é..

Beijos da prima ines =)*

Pacheco disse...

Dinheiro nao é solução, porque muitos recusam a comida. É pena, mas por uns suspeitam-se de todos...