Feliz... Adaptado... Produtivo... Um pássaro numa gaiola a antibióticos...

quarta-feira, novembro 19, 2008

Heil Manuela

Contrariamente à vox populi, tenho por convicção que Manuela Ferreira Leite é um verdadeiro génio das ciências políticas. É uma comunicadora nata, pragmática e populista, e possivelmente a única política do mundo que se preocupa em saber o que o povo quer ouvir e que realmente gere a sua imagem de acordo com essas expectativas.

Atenta ao mundo em redor, e seguindo a tendência de maior protagonismo das mulheres na política, evidenciado pela chanceler Alemã Angela Merkl e pela Senadora de Nova Iorque Hillary Clinton, e mais recentemente pela governadora do Alasca e candidata a Vice-Presidente Sarah Palin (mulher inteligentíssima), Manuela Ferreira, soube que esta era a altura ideal para saltar para as luzes da ribalta.

Obviamente, Manuela sabia que para derrotar um clássico da filosofia Grega, era preciso mais, muito mais.

Verdadeira mulher do mundo, culta e moderna, Manela não estava a dormir na forma quando Salazar foi eleito o maior Português de todos os tempos, e em recente aparição pública, inteligentemente fez a colagem a esta adorada figura popular - http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Nacional/Interior.aspx?content_id=1046189. Trocado por miúdos, o que estava a ser comunicado ao país era que ela é mais do que uma simples mulher, é um Salazar com glândulas mamárias e peruca.

Acredito que não irá ficar por aqui, e tendo em conta as recentes eleições Americanas, não ficaria espantado que a Mané aparecesse com um bronzeado reforçado e uma carapinha de meter inveja.

2 comentários:

Arhis disse...

Brilhante! Viva a Mané.
O triste é que enquanto ela só se enterra o governo só nos enterra a nós!
Apesar de algumas medidas do governo serem bastante discutiveis em termos de prioridade e equidade para os contribuintes, a oposição é tão má que chegamos ao cumulo de pensar em Sócrates como o Robin dos Bosques cá da Ditadura ... ups... digo República!

Sérgio disse...

Há gente parva cuja profissão parva é dizer, precisamente, coisas parvas... Se juntarmos isso ao um bocadinho de parvoíce dos media, uma pitadinha de sal, e uma suposta veia ariana da Sôtôra Manela, dá uma história... adivinhem... parva, que faz gastar muita tinta. Guardem-na, porque ainda agora começaram as alegações finais da Casa Pia... :P